ONG faz doação de milhares de refeições veganas

Luisa Mell na 1ª ação de doação da MDV – Foto: Divulgação

Em março de 2020, a ONG internacional Million Dollar Vegan lançou a campanha mundial “Tire as Pandemias do Cardápio” para divulgar informações sobre a conexão entre o surgimento de pandemias e a produção de produtos de origem animal. Junto com a campanha, a organização passou a realizar ações de doação de alimentos no mundo todo como forma de apoiar comunidades mais afetadas pela crise da Covid-19 e, para 2021, o compromisso com esse trabalho se renova.

Após doar mais de 300 mil refeições e materiais educativos em 14 países este ano, a missão agora é chegar a 1 milhão de refeições até 2022 e inspirar pessoas em todo o mundo a proteger sua saúde, combater o colapso climático e reduzir o risco de futuras pandemias tirando os animais do prato.

No Brasil, já foram realizadas três ações desde maio deste ano, totalizando mais de 13,1 mil refeições distribuídas em alimentos à base de vegetais, até o momento, no país. A primeira doação ocorreu no mês de maio e distribuiu mais de 5,5 mil refeições em São Paulo, com o apoio do Instituto Luisa Mell.

A segunda ação da organização ocorreu em 5 de setembro, no Dia da Amazônia, quando foram distribuídas o equivalente a 2,3 mil refeições para comunidades carentes de Manaus, com o apoio da Sociedade Vegetariana Brasileira).  Já a terceira doação realizada até o momento, ocorreu em 1º de novembro, Dia Mundial do Veganismo, e distribuiu 5,3 mil refeições em alimentos a base de vegetais em 13 cidades do país. Esta ação também contou com o apoio da SVB para sua realização e teve a participação de Xuxa Meneghel, como madrinha da doação.

A produção de produtos de origem animal e os riscos de pandemias

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), cerca de 75% das doenças infecciosas emergentes são de origem animal. Para a organização, nossas ações mostram que estamos falhando em aprender lições do passado, pois nossa longa história de exploração de animais em busca de carne, leite, ovos e peles trouxe também uma longa história de doenças graves e mortes generalizadas de pessoas. Muitos especialistas acreditam que doenças como a tuberculose, a coqueluche, a febre tifoide, a hanseníase e o vírus do resfriado tenham surgido a partir da domesticação de animais para consumo humano.

A pandemia de gripe de 1918, que matou de 50 a 100 milhões de pessoas, veio de aves. Mais recentemente, em 2003, o vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) – que se acredita ter como origem outro mercado de animais vivos – se espalhou para mais de 8 mil pessoas em todo o mundo e custou à economia mundial cerca de 40 bilhões de dólares. Depois, em 2009, veio a “gripe suína” (H1N1) – com origem possivelmente nos porcos -, que infectou cerca de 60,8 milhões de pessoas. Disso se seguiu, em 2012, a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers), decorrência de outro coronavírus mortal, surgida diretamente da exploração industrial de camelos no Oriente Médio. Então, em 2013, a “gripe aviária” (H7N9), que emergiu de aves domésticas, afetou mais de 1,5 mil pessoas, matando cerca de 40% delas.

Esperança

A expectativa da organização é que os alimentos que estão sendo doados possam aliviar parte do sofrimento causado pela Covid-19 e os materiais educativos compartilhados com as comunidades beneficiadas possam levar mais pessoas a ter acesso a informações sobre o impacto de nossas escolhas alimentares para nossa saúde, nosso planeta, nossa sociedade e para os animais. “Tirar os animais do cardápio e substituí-los por vegetais pode curar nosso planeta e nosso corpo; pode reconstruir uma economia forte e resistente; e pode ajudar os mais vulneráveis ​​do mundo. Nós podemos fazer isso. O futuro está em nossas mãos e em nossos pratos”, conclui Naomi Hallum, CEO da Million Dollar Vegan.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Saiba os benefícios da Cirurgia Robótica na Urologia

Next Post

Instabilidade afasta investimentos

Related Posts