Pacientes com sequelas do novo coronavírus são atendidos por fisioterapeutas da Faculdade Santa Marcelina

A favor de apoiar na reabilitação das sequelas deixadas pela COVID-19, a Clínica-Escola de Fisioterapia da Faculdade Santa Marcelina atende a pacientes curados, mas que sofrem dificuldades respiratórias e fraqueza muscular para realizar suas atividades diárias. O trabalho realizado pelos alunos e professores do curso de graduação em Fisioterapia é gratuito, mediante a agendamento. 

O coronavírus tem como foco atingir o sistema respiratório e os pulmões, provocando grandes danos. Pacientes acometidos por casos mais graves, que ficam maior tempo em internação, como na UTI, precisam de posterior acompanhamento para evitar maior enfraquecimento, acarretando a síndrome do imobilismo, que pode chegar a ser irreparável, se afetado sistema musculoesquelético e função motora do indivíduo.  

De acordo com um recente levantamento realizado pela Faculdade Santa Marcelina, até maio de 2020, houve aumento em cerca de 50% na busca por profissionais em pós-graduação na área de Fisioterapia, com o objetivo de suprir a demanda por readaptação corporal de pacientes ou recuperação de parte das funções de maneira progressiva. Nesse momento, os pacientes curados já vivenciam algumas sequelas da doença e, agora, tem se falado sobre a chegada de uma segunda nova onda da COVID-19 no Brasil e no mundo. Infelizmente, é uma realidade que estamos enfrentando e preparando nossos profissionais para apoiar na recuperação dos casos já existentes e dessa nova possível demanda, revela a fisioterapeuta Cássia Xavier Santos, coordenadora dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade Santa Marcelina

A Clínica-Escola realiza acompanhamento aos infectados em estágios moderados ou graves com dificuldades respiratórias e fraqueza muscular ao exercer atividades diárias. Para obter atendimento, é obrigatório o agendamento de triagem e atendimentos por livre demanda às quintas-feiras das 7h30 às 11h. 

As sessões são realizadas em pequenos grupos de pacientes para evitar aglomerações. Todos são avaliados a fim de permanecerem o tempo necessário em tratamento ou ser encaminhado para uma nova especialidade.  

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Gana recebe 600 mil doses da vacina COVAX

Next Post

Banco Mercedes-Benz fecha 2020 com maior carteira de sua história

Related Posts