CPI da Pandemia não irá parar com recesso parlamentar

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Os trabalhos da CPI da Pandemia não irão parar com as férias de julho. É o que garantiu nesta terça-feira o presidente da comissão, o deputado Omar Aziz (PSD-AM). O recesso parlamentar está previsto para começar no próximo dia 18.

A declaração do deputado veio em resposta à servidora do Ministério da Saúde e fiscal do contrato da vacina Covaxin, Regina Célia Oliveira. Ela disse que não assinou o relatório com sanções a Precisa Medicamentos, parceira do Bharat Biotech, por conta do atraso na entrega das doses, pois iria entrar de férias.

“Meu relatório foi feito antes, só assinei depois, pois estava de férias. Não poderia assinar antes. Estava aguardando a resposta da empresa ao último ofício enviado acerca da entrega das vacinas”, declarou. 

Logo após a fala da servidora, o parlamentar afirmou que tal documento poderia ter sido assinado antes. “A senhora como fiscal de contrato, sabendo da necessidade que o Brasil estava enfrentando para a compra de vacina, a senhora tira férias.” 

Ele aproveitou para lembrar que a comissão não vai parar os trabalhos e que os senadores que a integram não terão recesso: “Temos a vida toda para tirar férias, agora não dá com pessoas sendo vítimas do negacionismo. Não iremos ter recesso. Não temos o direito, como senadores e senadoras, de tirar férias enquanto as pessoas estão morrendo”, completou.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

André Mendonça será o novo ministro do STF

Next Post

Ministério da Saúde classifica cirurgia bariátrica como eletiva essencial

Related Posts