Paim pede aprovação de projetos contra o racismo que tramitam no Congresso

Reprodução TV Senado

Em pronunciamento na última quinta-feira (8), o senador Paulo Paim (PT-RS) pediu a aprovação de vários projetos de combate ao racismo e outros tipos de descriminação, que tramitam no Congresso Nacional. Ele mencionou, entre outros, o PLS 787/2015, de sua autoria, que inclui as motivações de preconceito racial e sexual como circunstâncias agravantes de pena para qualquer tipo de crime.

O parlamentar gaúcho disse que desde o início do ano vem trabalhando pela aprovação do PL 4.373/2020, que aumenta a pena para crime de injúria, em razão de raça, cor, etnia ou procedência nacional, também apresentado por ele, assim como o PL 5.231/2020, que proíbe agentes de segurança pública ou particular de adotarem ações baseadas em preconceito.

Paim é relator do PLS 482/2017, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que determina a implantação de um feriado nacional no dia 20 de novembro, para celebrar a consciência negra. Acrescentou que essa data se tornará um dia de luta contra o racismo e todo tipo de preconceito.

O senador apresentou uma série de dados que mostram o racismo existente no Brasil contra a população negra, inclusive na questão de crimes contra a vida.

— Conforme dados do Atlas da Violência 2020, a taxa de homicídios dos negros cresceu 11,5% de 2008 a 2018, enquanto a dos não negros caiu 12% — destacou.

Paim acrescentou que, segundo o IBGE, em 2019, a população branca foi 56,6% mais bem remunerada do que a população negra.

Fonte: Agência Senado

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Pirataria sai do controle com streaming e isolamento social

Next Post

Saiba como proteger a sua marca empresarial no e-commerce

Related Posts