OMS volta pedir à China mais transparência sobre origem do coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanon Ghebreyesus, voltou a cobrar a China para melhorar sua transparência quando fala dos dados referentes às origens do coronavírus. Lembrando que o o vírus foi descoberto em Wuhan, no país asiático. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, ele afirmou: “Todos devem colaborar para entender o que aconteceu e evitar que o mesmo volte a ocorrer”.

Ghebreyesus lembrou ainda que a primeira fase da investigação da OMS foi bem-sucedida, mas ressaltou que a China ainda precisa compartilhar mais informações a respeito da questão. A respeito da teoria de que essa doença surgiu em um laboratório, o diretor-geral afirmou que esse tipo de acidente “pode acontecer” e não é incomum. “Precisamos de mais informações”, reiterou.

Além disso, o diretor da OMS também ressaltou a defesa pela quebra de patentes de vacinas contra a covid-19 e pediu que os países ricos ajudem no combate global à doença. Ele ainda pediu doações para que a meta de vacinar 10% da população de todas as nações do mundo até o final de setembro seja alcançada.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Empresas devem acelerar adequação à LGPD

Next Post

Rio de Janeiro possui mais cidades com letalidade policial no Brasil

Related Posts