Mulheres negras possuem maior possibilidade de serem assassinadas no Brasil

Uma estatística preocupante foi divulgada nesta terça-feira, dia 31. Segundo dados do Atlas da Violência , em 2019, 66% das mulheres assassinadas no Brasil eram negras.

A taxa de homicídios de mulheres não negras foi de 2,5, enquanto o número quando se refere às mulheres negras foi de 4,1. Além disso, em 2009 a taxa de mortalidade de mulheres negras foi 48,5% superior à de não negras. Agora, a taxa é 65,8%.

Os estados que apresentaram maior risco para mulheres negras foram Rio Grande do Norte (5,2), Amapá (4,6) e Sergipe (4,4), onde os percentuais de mulheres negras vítimas de homicídios em relação ao total de assassinatos de mulheres foram de 88%, 89% e 94%, respectivamente.

Segundo o estudo, uma das razões para explicar esses dados está na exposição de fatores como desigualdades socioeconômicas, conflitos familiares, racismo, intolerância religiosa, conflitos conjugais, entre outros.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Nova reforma trabalhista: advogado explica as principais mudanças propostas

Next Post

Setembro permanece com bandeira vermelha patamar 2

Related Posts