Câmara aprova mudanças no Imposto de Renda

Foto: Marcelo Casal / Agência Brasil

Os deputados aprovaram na noite dessa quarta-feira um pacote de alterações nas regras do Imposto de Renda, tanto para pessoas físicas quanto para as empresas.

O texto aprovado atualiza a tabela atual do Imposto de Renda. Quem ganha até R$ 2.500 e quinhentos por mês fica isento de contribuição. Vale lembrar que o limite atual é R$ 1.900. Isso vai isentar, segundo o governo, mais de cinco milhões e meio de contribuintes.

Outra medida aprovada é que vai haver diminuição de impostos para todas as faixas salariais tributáveis. Quem ganha acima de R$ 2.500 e optar pela declaração simplificada, vai poder abater 20% do Imposto de Renda, com limite máximo de R$ 10.563,60.

Em relação às empresas, o texto prevê um corte de 7% na alíquota, que cai de 15% para 8% e de um ponto percentual sobre a CSLL, que é a Contribuição Social sobre Lucro Líquido. O texto prevê ainda uma tributação inédita: a do mercado financeiro, que passará a ter uma taxa de 20% sobre lucros e dividendos. É uma taxação inédita porque desde 1995, os lucros e dividendos são isentos.

Segundo o relator do projeto, deputado Celso Sabino PSDB-PA, essa taxação vai compensar as reduções de arrecadação do Imposto de Renda sobre pessoas físicas e empresas. Além disso, o parlamentar contou que isso tudo não vai gerar queda na arrecadação de estados e municípios porque existem outros mecanismos de compensação previstos no projeto.

O texto agora segue para tramitação no Senado Federal.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Passaporte da vacina passa a ser exigido em São Paulo

Next Post
Estudantes brasileiros podem economizar até R$ 175.000,00 no valor total das mensalidades de um programa de graduação de quatro anos na UCW

Inep divulga os gabaritos oficiais do Encceja

Related Posts