Yoga é capaz de modificar o cérebro e estimular as conexões cerebrais

O jointfulness, conceito do método Kaiut Yoga, pode beneficiar a neuroplasticidade cerebral

Antigamente, acreditava-se que o cérebro humano era um órgão de estrutura rígida, que após o seu desenvolvimento, não era mais capaz de ser modificado. Hoje, a ciência comprovou que isso é um equívoco: o cérebro humano dispõe de grande adaptabilidade, inclusive, na idade adulta. Essa modificação estrutural em decorrência dos padrões de experiência é denominada de neuroplasticidade. 

Dessa forma, as experiências corporais podem tanto beneficiar quanto prejudicar o cérebro. Enquanto o sedentarismo e o stress modificam negativamente o tecido neural, o estado de jointfulness trabalhado no método Kaiut de Yoga  é capaz de beneficiar a neuroplasticidade e restabelecer a conexão neural com uma área corporal que sofreu um trauma ou não vive estímulos suficientes.  

“Quando uma área do corpo sofre, seja por falta de estímulos provocados pelo sedentarismo ou trauma, ela se torna neurologicamente apartada do corpo e passa a ser fonte de medo e dores. Isso leva a uma área que deveria ser ponto de atenção e cuidado, seja evitada e privada de atenção construtiva”, explica o Professor de Yoga Francisco Kaiut. 

O jointfulness é um estado mental e corporal obtido por meio do estímulo de uma ou mais articulações. Segundo Francisco Kaiut, cada estímulo articular proporciona uma reconexão neurológica importante entre o corpo e a mente. No método Kaiut de Yoga, criado pelo especialista, aos poucos e com a devida sensibilidade, áreas lesionadas ou não exploradas são trabalhadas para conectá-las e promover benefícios físicos, emocionais e neurológicos.

“Aos poucos, o cérebro trabalhará a neuroplasticidade e irá criar novas conexões neurais com o corpo todo, inclusive com aquela região sem mobilidade, para que o movimento se torne mais uma vez disponível” pontua Francisco Kaiut. O conceito jointfulness é seguro para idosos e sedentários, uma vez que respeita as restrições individuais e as trabalha de forma sensível continuamente.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

E fora dos stories, quem é você? Entenda os riscos de criar um personagem para as redes sociais

Next Post

Filho de ex-bailarina do Faustão é a primeira criança na Mensa Brasil

Related Posts