Finlândia abrirá primeiro repositório permanente do mundo para resíduos nucleares

(Foto: Reprodução/ Pexels/ Reconhecer Produções)

A Finlândia irá abrir o primeiro repositório do mundo para resíduos nucleares que será permanente. Sem uma solução de longo prazo, os resíduos estão se acumulando, e em 2019 o país já tinha cerca de 2.300 toneladas de resíduos e 263.000 toneladas de combustível irradiado em instalações de armazenamento provisório em todo o mundo, segundo um relatório deste ano da Agência Internacional de Energia Atômica.

Os resíduos devem ser mantidos em seus novos repositórios permanentes em uma profundidade de 430 metros abaixo do solo, 420 metros abaixo do nível do mar, que vem sendo escavado entre as florestas de Olkiluoto, uma ilha na costa oeste da Finlândia, que é onde será o primeiro local de descarte permanente de lixo nuclear de alto nível do mundo. O objetivo é que esse resíduo tóxico fique intocável pelos próximos 100 mil anos.

Embora a energia nuclear esteja em declínio em muitos países, a Finlândia adotou a fonte de energia livre de carbono, pressionando a União Européia para rotulá-la como sustentável. Dois dos quatro reatores do país estão em Olkiluoto. Depois que um novo reator de Olkiluoto for conectado à rede no final deste ano, a energia nuclear será responsável por mais de 40% da eletricidade do país. Muitos especialistas veem repositórios profundos permanentes como o Onkalo como a melhor solução, mas obter a adesão da comunidade geralmente é um fator decisivo. As informações são do portal Science.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post
Autoteste no Brasil

Primeiro autoteste que utiliza saliva para detectar Covid-19 é aprovado no Brasil

Next Post

Rússia x Ucrânia: 150 mil pessoas já deixaram o país e refugiados aguardam em fronteiras

Related Posts