Infoprodutos alavancam posicionamento na mídia e aumentam lucratividade do negócio

Com teor mais educativo, estratégia costuma apresentar soluções proficientes para o público

Na era das redes sociais, os produtos se tornam cada vez menos físicos e mais digitais. São os chamados infoprodutos, itens nos quais o valor agregado é o conteúdo repassado — podendo variar desde áudio, vídeo até ebooks e revistas eletrônicas. Mas, por que criação e divulgação desses produtos têm aumentado posicionamento e lucratividade de empresas? 

Ana Paula Araújo é sócia-fundadora Connect Soluções Digitais, onde atua na elaboração de infoprodutos voltados para o marketing digital, e explica que as características desse modelo de propagação é o que tem atraído cada vez mais influenciadores e empresas interessadas em captação de consumidores.  

“Um aspecto dos infoprodutos é que eles são voltados para mentorar ou utilização de técnicas, ou seja, o valor daquele item está no que ele proporciona do ponto de vista intelectual. Ao juntar esse fator com o seu basto custo, visto que ele é mais vantajoso por necessitar de menos insumos e estrutura, há maior competitividade tanto de comercialização quanto de divulgação”, aponta Ana Paula.  

Outro ponto elucidado pela especialista em marketing digital está na facilidade de divulgação dos infoprodutos, visto que as estratégias de marketing relacionadas a eles seguem as novas tendências de mercado, além do fato do alcance ser global, podendo ser consumido em qualquer lugar do globo. “A grande questão é que por meio destes infoprodutos é possível aplicar técnicas de conversão, considerando que há maior vantagem é a alta escalabilidade”, explica. 

Desta forma, além de uma estratégia lucrativa e que atrai novos leads para o negócio, os infoprodutos se mantém trazendo retornos a longo prazo. “Além de aumentar a visibilidade do seu negócio, o oferecimento desses por meio de pagamento traz retornos financeiros e de autoridade”, garante Ana Paula.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Medo de streaming? Após F1, Globo também poderá ficar sem campeonatos de futebol estaduais

Next Post

Portugal detecta casos da variante brasileira do coronavírus

Related Posts