2024 com o pé direito: 4 dicas para evitar ônus judiciais na sua empresa

O mês de dezembro é um período importante para a reestruturação de empresas para o novo ano, um processo que pode englobar análises e alterações em diversos pontos da empresa.

No entanto, um pilar importante que muitas vezes é deixado de lado nessa organização é a estruturação legal da empresa, um processo fundamental para evitar problemas judiciais futuros, como explica o advogado e Sócio Diretor da Nelson Wilians Advogados,  Sérgio Vieira.

Toda empresa precisa dedicar uma atenção especial ao seu setor jurídico, pois ele, além de garantir um crescimento mais saudável, ajuda a evitar problemas legais e proteger os bens e interesses do negócio”.

4 dicas para evitar ônus judiciais na sua empresa em 2024

01 – Revisão de contratos: “A revisão de contratos é essencial para identificar cláusulas ambíguas, evitar litígios futuros e garantir conformidade legal da empresa. Esse processo é essencial principalmente para empresas que fecharam contratos durante o ano sem a consultoria de um advogado especialista”, destaca Sérgio Vieira.

02 – Atualização de arquivos: “Manter arquivos atualizados é importante para garantir a conformidade legal, evitar perda de prazos e manter evidências documentadas, o que ajuda a prevenir problemas judiciais e proteger a empresa de potenciais litígios. Mas os arquivos devem ser analisados e reogranizados anualmente”.

03 – Atualização da situação legal da empresa: “Durante um ano muitas coisas podem acontecer, a empresa cresce, os passivos podem sofrer alterações,aumento no número de funcionários, lucro da empresa, entre outros. Por isso, é importante atualizar a situação legal da empresa anualmente, garantindo a conformidade com regulamentos, leis e prevenindo problemas judiciais”.

04 – Investimento em apoio jurídico: “Para empresas que ainda não têm apoio jurídico especializado é absolutamente essencial que ele seja a prioridade para 2024, principalmente para aquelas em crescimento, pois um suporte e orientação especializada permite prevenir ônus judiciais e garante um crescimento mais equilibrado para a empresa”, explica Sérgio Vieira.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Governo de SP regulamenta fornecimento de cannabis medicinal pelo SUS

Next Post

Alexandre Pires: Justiça liberta empresário em caso relacionado ao cantor

Related Posts