Brasil enfrenta maior colapso sanitário hospitalar de sua história

Imagem: Fiocruz

Boletim divulgado nessa terça-feira pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informa que o Brasil vive “o maior colapso sanitário hospitalar de sua história”.

Para se chegar a este dado preocupante, a Fiocruz coloca todos os estados na zona crítica quanto à ocupação dos leitos de UTI para COVID-19, com exceção do Rio de Janeiro e de Roraima. As piores situações são registradas no Rio Grande do Sul (100%), Santa Catarina (99%), Rondônia (98%) e Goiás e Distrito Federal (ambos com 97%). Segundo a Fiocruz, para se determinar uma zona crítica na UTI este número deve ser maior que 80%.

Para reverter o quadro, os pesquisadores pedem a adoção rigorosa de ações de prevenção e controle, dentre elas, o maior rigor nas medidas de restrição às atividades não essenciais. Além disso, eles reforçam a necessidade de ampliação das medidas de distanciamento físico e social, o uso de máscaras em larga escala e a aceleração da vacinação.

Total
3
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Brasil registra 2.841 mortes em 24h

Next Post

INSS poderá conceder benefícios por incapacidade sem perícia até o fim do ano

Related Posts