Neuroengenharia: A ciência pode dar um “update” no cérebro? Descubra!

O cérebro, apesar das novas descobertas que ajudaram a ampliar o nosso conhecimento sobre o seu funcionamento, ainda é um dos órgãos mais misteriosos do corpo humano.

Por isso, a neurociência vem se dedicando bastante a desenvolver métodos capazes de identificar e tratar disfunções cerebrais na origem, a chamada neuroengenharia.

O que é a neuroengenharia?

A neuroengenharia é uma área de pesquisa interdisciplinar que combina princípios da engenharia, neurociência e ciências da computação para desenvolver soluções para o sistema nervoso. 

Com novas tecnologias cada vez mais avançadas e interfaces cérebro-máquina, como os recentes chips cerebrais em desenvolvimento, se busca compreender e modular a atividade neural, criando aplicações, como próteses neurais, dispositivos de estimulação cerebral e terapias para distúrbios neurológicos e outros transtornos.

Doenças neurodegenerativas, fisioterapia e mobilidade

De acordo com o neuro-ortopedista e autor, juntamente com o Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, do artigo “Neuroengenharia e as melhorias no sistema nervoso: Uma perspectiva neurocientífica sobre a Obesidade”, o Dr. Luiz Felipe Carvalho, o desenvolvimento da neuroengenharia permite várias possibilidades de tratamento para condições de saúde.

Os estudos, pesquisas e tecnologias atuais e os que ainda estão em desenvolvimento nos trazem perspectivas bastante favoráveis e promissoras para o uso dessa ciência em um futuro próximo para tratar condições como doenças neurodegenerativas, que atualmente não têm cura e possuem tratamento limitado”.

Mas os seus efeitos se expandem também para a saúde física, ajudando a melhorar doenças como a obesidade, esclerose múltipla e auxiliar em tratamentos fisioterapêuticos, tornando-os mais eficazes na melhora da mobilidade e controle muscular”, explica o Dr. Luiz Felipe Carvalho.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Dia Internacional de Consciencialização para a Alienação Parental: Entenda o que é e o que a lei diz sobre

Next Post

Giovanna Cariry, jovem autista, concorre ao prêmio iBest na categoria Diversidade e Inclusão

Related Posts