Saiba porquê mundial do Qatar pode ser chamado de a copa das lesões

O lateral Alex Teles e o atacante Gabriel Jesus foram cortados da seleção brasileira após o terceiro jogo da fase de grupos, quando o Brasil perdeu para a seleção de Camarões por 1×0.

Os dois foram os mais recentes “premiados” no mundial do Qatar, que pode ficar conhecido como a copa das lesões e não faltam exemplos para justificar a tese.

Vale lembrar que o Brasil sofreu também com lesões de Neymar, Danilo e Alex Sandro (esse é o que ainda não voltou a jogar). Mas, tem ainda exemplos como o atual melhor do mundo, Karim Benzema e o também francês Lucas Hernandéz.

Quem já falou sobre os possíveis motivos a qual podemos atribuir tantos episódios como esses foi o fisioterapeuta Luís Fernando, conhecido como “Pato Fisio”.

“ Já falei e repito: essa copa está sendo a primeira competição de atletas onde a maioria possui staffs de acompanhamento e portanto o nível de exigência por si só já é um pouco mais elevado, além do fato de que a grande maioria está apenas na metade da temporada e fazendo com que a competitividade seja ainda maior”, mencionou.

Mas para além disso, segundo o especialista, a questão psicológica, no sentido do estresse mental, vem sendo o grande vilão para que essas lesões estejam acontecendo. “Basta fazer um levantamento dos últimos anos para saber que nos períodos de pré-copa do Mundo, o número de lesões naturalmente já é elevado. Porém a deste está um pouco mais acima e com craques sendo prejudicados”, pontuou.

Pato, que é especialista em fisioterapia biotecnológica, integra atualmente também o time da Recovery Performance Sports (RPS), que é uma empresa especializada não só na recuperação de atletas, mas também na prevenção de lesões.

Sobre a RPS

A Recovery Performance Sports (RPS) é uma empresa que foca, além da recuperação de atletas lesionados, mas também na prevenção e aumento de todas as fases da performance do atleta, sob o comando do médico ortopedista Luiz Felipe Carvalho, o fisioterapeuta Luís Fernando, o ‘Pato’, do especialista em performance do futebol Lincoln Nunes e do neurocientista Dr. Fabiano de Abreu Agrela.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Copa do Mundo: ortopedista relembra lesão de Ronaldo Fenômeno e fala como tratamento conseguiu recuperar atleta

Next Post

Copa do Mundo: fisioterapeuta revela causa do excesso de lesões

Related Posts